OS SEMEADORES DE VIDA

Existe na história da ufologia mundial algumas pessoas chamadas de “contatados”. Um contatado é aquela pessoa que supostamente teve contato direto físico ou extrafísico com seres não humanos, onde o objetivo deste contato é passar informações para que aquela pessoa possa divulgar. Algumas informações são de cunho pessoal, mas na maioria das vezes o contatado recebe algum tipo de missão, como escrever livros com ideias novas, pesquisar alguma vertente científica ou iniciar trabalhos ou centros de estudo da espiritualidade… Enfim, os motivos são os mais diversos.

Carlos Paz Wells, ou Charlie, como era chamado para evitar confusão com seu pai também Carlos, é um destes contatados. Nascido no ano de 1954 em Lima, no Peru, Charlie foi surpreendido durante o início de sua juventude com uma série de contatos que iriam mudar radicalmente a sua vida. Os Semeadores de Vida é justamente a história destes contatos, que duraram vários anos, descritos pelo próprio autor.

O entorno familiar de Charlie ajudou no processo, pois seu pai, José Carlos Paz Garcia Corrochano, era no início dos anos 70 um renomado ufólogo no Peru e também diretor do Instituto Peruano de Relações Interplanetárias (IPRI). O assunto ufologia, portanto, era algo comum no ambiente familiar, além de que o seu irmão Sixto Paz Wells viria também a se tornar um famoso investigador da área.

Foi nesse contexto em que os irmãos Charlie e Sixto passaram a realizar reuniões de contato em casa, incialmente com familiares e amigos. O ano era o de 1974, e os irmãos haviam acabado de ingressar na universidade. Nestas reuniões, eles recebiam mensagens psicografadas em papel, que pouco tempo depois passaram a ser mensagens mente a mente. Este contato evoluiu para a marcação de um encontro num lugar próximo de Lima, mas já afastado de centros urbanos.

Após o primeiro avistamento impactante, o autor relata diversos casos de avistamentos de naves durante os encontros e também algo que no início dos anos 70 era muito raro de se relatar: um encontro face a face com um extraterrestre. Num destes encontros diretos, Charlie conta que entrou numa espécie de portal, chamado pelos extraterrestres de “xendra”, e que do outro lado saiu numa linda e fantástica cidade, onde lá recebeu orientações de um extraterrestre chamado Godar; este, inclusive, vem a se tornar uma figura importante em toda a vida do autor.

No desenrolar do livro, Charlie explica como se deram estes encontros, qual era a mensagem principal deles, e também relata a criação do grupo RAMA em Lima, criado especialmente para levar a cabo este tipo de evento, reunindo pessoas de todo o mundo e formando um grupo esclarecido sobre o tema, supostamente capaz de realizar contatos similares no futuro.

Um dos acontecimentos mais interessantes, e que traz um peso muito forte de veracidade em todo o relato, é a presença do então jovem jornalista Juan José Benítez López, que mais tarde viria a se tornar um dos escritores de ficção científica mais renomados dessa nossa era moderna. J. J. Benítez, como ficou conhecido posteriormente, foi enviado por um jornal espanhol para cobrir estes “acontecimentos estranhos” que estavam repercutindo em Lima. Desta visita resultou um avistamento com a equipe RAMA e o próprio Benítez, com direito à voos rasantes de naves e tudo mais. J. J. retornou à Espanha com a cabeça confusa e maravilhado. Após este avistamento, ele se tornou um notável escritor de ficção científica e ufologia, e um famoso defensor da causa.

No ano de 1976, Charlie se mudou para o Brasil para estudar na USP, e a partir daí detalha relatos com o grupo RAMA recém-criado no Brasil. Ao final do livro, após vários relatos, mensagens passadas pelos extraterrestres e algumas teorias da cosmogonia terrestre, o autor faz um resumo sobre o projeto em si. Ele fala sobre a razão de os extraterrestres estarem dando contato aberto para algumas pessoas; como se uma nova fase de um projeto maior estivesse na iminência de se iniciar.

A QUEM SE DESTINA:

Para todos os tipos de estudantes espiritualistas. Quem gosta e tem maior interesse por ufologia e ainda não conhece a história de Charlie Paz Wells vai descobrir neste material uma fonte esclarecedora e muito importante desta temática.

NOTA:

Na virada dos anos 90 e 2000, Charlie iniciou um processo de mudança de sexo onde passou a se chamar Verônica Paz Wells. Naquela época, muitas pessoas que seguiam seu trabalho se sentiram “traídas” e houve um descrédito imenso sobre sua obra e seu futuro. Sabemos que isso tudo é uma grande bobagem, que sexo não define caráter e que cada um é e aceita seu corpo da forma como quiser. Isso não deveria ser, de forma alguma, um assunto que pudesse denegrir ou descreditar a imagem do autor ou da pessoa em si. Infelizmente, alguns seres humanos ainda estão muito presos à preconceitos ultrapassados. Sendo assim, deixamos esta nota pois se o leitor quiser pesquisar mais no Youtube ou em novos ambientes de internet, pode utilizar o nome Verônica Paz Wells em suas pesquisas por materiais mais novos.

PEDRO NUNES NETO

pedro@meditecomigo.org

Pedro tem background em tecnologia da informação e é bacharel em fotografia. É astrônomo amador, amante da natureza e aprendiz eterno da espiritualidade. Universalista convicto, é leitor de temas como física quântica, doutrinas orientais, Conscienciologia, ocultismo, cosmogonia, ufologia e meditação.
Clique aqui para ver todos os posts de Pedro.

Seja avisado de novos resumos. Em média 1 ou 2 livros por semana. Sem propaganda, nem bate-papo. Saia a qualquer hora.

CLIQUE AQUI e seja adicionado à nossa lista de Whatsapp.

Seja avisado de novos resumos. Em média 1 ou 2 livros por semana. Sem propaganda, nem bate-papo. Saia a qualquer hora..

CLIQUE AQUI e seja adicionado à nossa lista de Whatsapp.

Veja posts por autor:

Os Semeadores de Vida