AS GRANDES RELIGIÕES

Sub-título: Temas centrais comparados

Esse livro foi criado com a colaboração de pessoas engajadas no judaísmo, no islamismo, no cristianismo e budismo. Apenas os conceitos hinduístas que encontramos no livro não foram escritos por um representante do hinduísmo. Essa parte foi escrita pelo próprio organizador do livro que é budista. O resultado é que tudo que se refere ao hinduísmo não tem uma “solidez” argumentativa. De qualquer forma, a participação de vários especialistas é um diferencial desse livro.

Como o leitor desse site sabe, nem o judaísmo, nem o islamismo e muito menos o hinduísmo alcançam um percentual significativo de nossa população. Por esse motivo, o tradutor adicionou 6 páginas com um breve histórico dessas religiões por aqui no Brasil, quando chegaram, como se desenvolveram. 6 Páginas não dá para contar muita coisa. Porém, mais que isso correria o risco de distorcer a idéia principal do livro.

ORGANIZAÇÃO
Outro diferencial do livro é sua organização.
Como sugere o sub-título, o livro trata de temas centrais nas religiões. Para cada tema, é mostrado lado a lado como cada religião aborda o tema, ficando assim muito fácil ao leitor conhecer os princípios que fundamentam essas religiões. Para ver a lista dos 75 temas clique na imagem do sumário que se encontra na parte superior dessa página.

Cada tema toma 1 ou 2 páginas. E dentro do tema, cada religião tem 1 ou 2 parágrafos separados exclusivos para si. Então, por exemplo, o representante do judaísmo vai usar ao máximo o espaço que lhe cabe e não vai “gastar espaço” se comparando com o entendimento budista. Dessa forma o leitor tem a oportunidade de identificar as semelhanças, as diferenças, perceber o que cada religião valoriza e como conta sua história.

O livro tem linguagem simples. É direto e claro. Isso significa uma oportunidade de aprender os conceitos principais dessas religiões sem entrar em seus “holopensenes”, às vezes muito sedutores. Não é um livro gostoso de se ler. É um livro educativo, para se estudar.

NINGUÉM É PERFEITO
O organizador é budista e sutilmente coloca o Budismo como “superior” às outras religiões. Mas se ficarmos atentos, essa falha não vai comprometer o livro.

Diferentemente do autor, os demais contribuintes que escrevem o livro reconhecem que suas religiões tiveram responsabilidade em conflitos violentos em momentos da história antiga e moderna. Infelizmente, o organizador budista ainda tem a visão ingênua e desinformada que o budismo nunca participou de nada disso.

É claro que fiquei com vontade de ver nesse trabalho as religiões mais próximas de nós, como Candomblé, Umbanda, Espiritismo, as diferentes linhas protestantes evangélicas, as religiões indígenas.

É um excelente livro introdutório de religião comparada.

  • Sobre o autor desse post
PAULO HENRIQUE ARAUJO
Moro em Recife. Desde cedo trabalhei e empreendi em vários segmentos dentro e fora do Brasil. Quando morava na China percebi que deveria dar mais atenção ao caminho espiritual. Além dos cursos e das práticas, os livros também ajudaram na minha jornada. Compartilho aqui alguns resumos na esperança que eles também lhes sejam úteis. Para ver todos os posts de Paulo clique aqui.

Veja posts por autor:

As Grandes Religiões